Compra da Campari mostra atração do uísque canadense

Aquisição da Forty Creek Distillery ressalta o apelo do uísque do país em meio a um ressurgimento da demanda por bebidas destiladas escuras

	Uísque: crescimento da venda de bebidas destiladas nos EUA está sendo liderado pelo uísque e pelo bourbon, que estão superando a vodca
 (Veja)
Uísque: crescimento da venda de bebidas destiladas nos EUA está sendo liderado pelo uísque e pelo bourbon, que estão superando a vodca (Veja)
L
Liezel HillPublicado em 13/03/2014 às 23:42.

Toronto - A aquisição da maior destilaria independente do Canadá pela Davide Campari-Milano ressalta o apelo do uísque do país em meio a um ressurgimento da demanda por bebidas destiladas escuras.

A Campari fechou um acordo para comprar a Forty Creek Distillery, de capital fechado, por 185,6 milhões de dólares canadenses (US$ 167 milhões), disse ontem em um comunicado a produtora da vodca Skyy e do bourbon Wild Turkey que tem sede em Milão. A transação é a terceira aquisição da Campari em dois anos e a primeira no Canadá, segundo dados compilados pela Bloomberg.

O crescimento da venda de bebidas destiladas nos EUA está sendo liderado pelo uísque e pelo bourbon, que estão superando a vodca, disse Kenneth Shea, um analista da Bloomberg Industries. O uísque canadense é um segmento de mercado em crescimento e sua versatilidade faz dele um bom “trampolim” para os consumidores que se iniciam neste tipo de bebida, disse o CEO da Campari, Robert Kunze-Concewitz, ontem, em uma teleconferência.

“Há muitos fãs do uísque canadense nos EUA”, disse Shea ontem em entrevista por telefone. “Trata-se de uma aquisição bastante inteligente da Campari”.

O uísque canadense é considerado um produto de alta qualidade ou premium, o que aumenta seu apelo, disse Shea. Os consumidores podem estar escolhendo o uísque após “cansar” da vodca, em meio a um aumento das variedades, incluindo sabores frutais.

“Entre as bebidas alcoólicas em geral, observamos uma tendência na qual as pessoas bebem menos, mas bebem melhor”, disse ele. “Os baby boomers (os nascidos entre 1945 e 1964) estão ficando mais velhos e não tomam tanta cerveja quanto antes”.

Impulso na Coreia

Anualmente, os destilados representam 70 por cento do total de exportações de bebidas alcoólicas canadenses, mais que o valor combinado das remessas de cerveja, cidra e vinho, segundo a Spirits Canada, um grupo do setor. Os destilados canadenses cresceram 20 por cento em 2013, para mais de 500 milhões de dólares canadenses, disse o grupo.


Os produtores canadenses também estão prestes a receber um impulso. A Coreia do Sul concordou em eliminar uma tarifa de 20 por cento para as importações de uísque canadense e reconheceu formalmente os termos “Uísque canadense” e “Uísque de centeio canadense” (conhecido como “canadian rye whisky”) em um acordo de livre comércio entre os dois países anunciado em 11 de março.

A Coreia do Sul “representa um mercado mais que forte, com 50 milhões de consumidores e uma cultura social alcoólica focada nos destilados, e está entre os 10 maiores mercados globais do uísque”, disse a Spirits Canada em um comunicado nesta semana.

A Campari está pagando cerca de 14,5 vezes o lucro estimado para 2014 da Forty Creek, disse a Campari. Cinco aquisições propostas, pendentes ou concluídas de empresas de destilados e vinhos anunciadas nos últimos cinco anos avaliaram as metas a uma mediana de 15 vezes os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização, segundo dados da Bloomberg.

Alcance global

A Forty Creek, com sede em Grimsby, Ontário, foi fundada em 1992 por seu atual dono, John Hall, que seguirá na empresa como produtor de uísque e presidente. A empresa teve vendas de 34,2 milhões de dólares canadenses no ano fiscal terminado em 31 de março de 2013, dentro das quais a Forty Creek Whisky representou 62 por cento. As vendas deverão subir 16 por cento neste ano fiscal. Entre seus outros produtos estão bebidas como vodca, licor e rum temperado.

Hall disse que procurava um comprador com presença na América do Norte e influência global após um aumento da demanda internacional pelo uísque, que por enquanto está disponível apenas no Canadá e nos EUA.

“O uísque está crescendo, está ganhando um fôlego novo, ressurgindo”, disse Hall, 64, ontem, por telefone. “Eu sou o maior destilador independente no Canadá, mas não tinha esse alcance global”.

A Forty Creek expandiu e passou de 12 para 75 funcionários.

“Nós temos crescido a dois dígitos nos últimos dez anos”, disse ele. “Tenho certeza que com esse apoio da Campari vamos crescer novamente”.