Com vendas fracas, Dunkin' Donuts fechará 100 lojas nos EUA

Lanchonetes que terão as atividades encerradas ficam em quiosques da rede de postos de combustíveis Speedway

	Dunkin' Donuts: vendas da rede de rosquinhas cresceram apenas 1,1% no terceiro trimestre
 (Ramin Talaie/ Getty Images)
Dunkin' Donuts: vendas da rede de rosquinhas cresceram apenas 1,1% no terceiro trimestre (Ramin Talaie/ Getty Images)
L
Luísa MeloPublicado em 05/10/2015 às 10:21.

São Paulo - Por conta das vendas decepcionantes, a Dunkin' Donuts anunciou nesta quinta-feira (1) que vai ter de fechar cem lojas nos Estados Unidos. 

A notícia desagradou o mercado e as ações da empresa chegaram a cair 12,7%, sua maior queda diária até hoje.

No trimestre que se encerrou em setembro, as vendas das unidades abertas há mais de um ano subiram apenas 1,1%, contra um crescimento de 2% no mesmo período do ano passado.

As lanchonetes que terão as atividades encerradas são responsáveis por 0,1% das receitas totais, segundo a empresa. Elas ficam em quiosques da rede de postos de combustíveis Speedway. O fechamento dos restaurantes começará ainda este ano e deve terminar em 2016.

Apesar disso, a Dunkin' Donuts reafirmou o plano de ter de 410 a 450 novas unidades no país neste ano.

Cerca de 8.200 pontos de venda da rede de rosquinhas nos EUA são operados por franqueados, de acordo com a Reuters.

O resultado ruim, lembrou a Fortune, reflete o quanto a "guerra dos fast foods" está acirrada, com o McDonald's na briga para reconquistar o mercado e a expansão dos serviços de padaria do Starbucks.

A própria Dunkin' Donuts também busca estender sua área de atuação, com investimentos na comercialização de cafés em cápsula.