• AALR3 R$ 20,17 -0.64
  • AAPL34 R$ 67,36 0.00
  • ABCB4 R$ 16,52 -0.78
  • ABEV3 R$ 14,04 -0.64
  • AERI3 R$ 3,57 -1.11
  • AESB3 R$ 10,84 2.07
  • AGRO3 R$ 31,18 0.23
  • ALPA4 R$ 21,29 2.21
  • ALSO3 R$ 19,00 -0.05
  • ALUP11 R$ 27,07 -0.88
  • AMAR3 R$ 2,54 5.83
  • AMBP3 R$ 31,09 2.61
  • AMER3 R$ 21,89 -4.33
  • AMZO34 R$ 65,28 2.37
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,46 -0.43
  • ASAI3 R$ 15,72 -1.13
  • AZUL4 R$ 20,07 -3.00
  • B3SA3 R$ 11,91 -0.92
  • BBAS3 R$ 37,57 -0.61
  • AALR3 R$ 20,17 -0.64
  • AAPL34 R$ 67,36 0.00
  • ABCB4 R$ 16,52 -0.78
  • ABEV3 R$ 14,04 -0.64
  • AERI3 R$ 3,57 -1.11
  • AESB3 R$ 10,84 2.07
  • AGRO3 R$ 31,18 0.23
  • ALPA4 R$ 21,29 2.21
  • ALSO3 R$ 19,00 -0.05
  • ALUP11 R$ 27,07 -0.88
  • AMAR3 R$ 2,54 5.83
  • AMBP3 R$ 31,09 2.61
  • AMER3 R$ 21,89 -4.33
  • AMZO34 R$ 65,28 2.37
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,46 -0.43
  • ASAI3 R$ 15,72 -1.13
  • AZUL4 R$ 20,07 -3.00
  • B3SA3 R$ 11,91 -0.92
  • BBAS3 R$ 37,57 -0.61
Abra sua conta no BTG

Com avanço da covid-19, Disney vai demitir 32 mil funcionários em 2021

Em setembro, a Disney havia informado que iria dispensar 28 mil trabalhadores da divisão de parques temáticos e resorts
A pandemia de covid-19 atingiu em cheio os negócios de parques da Disney (Reuters/Scott Audette)
A pandemia de covid-19 atingiu em cheio os negócios de parques da Disney (Reuters/Scott Audette)
Por Agência O GloboPublicado em 26/11/2020 09:54 | Última atualização em 26/11/2020 09:54Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Walt Disney Co. anunciou que vai demitir 32 mil funcionários, cerca de quatro mil a mais do que o anunciado em setembro, à medida que a pandemia de coronavírus continua afetando seus negócios de parques e resorts. Anteriormente, o grupo informou que dispensaria cerca de 28 mil trabalhadores.

Ganha pouco, mas gostaria de começar a guardar dinheiro e investir? Aprenda com a EXAME Academy

De acordo com a rede CNN, na quarta-feira, a empresa comunicou à Securities and Exchange Commission — que equivale à Comissão de Valores Mobiliários no Brasil, que as demissões ocorrerão no primeiro semestre de 2021.

No início deste mês, a Disney disse que estava dispensando trabalhadores adicionais de seu parque temático no sul da Califórnia devido à incerteza sobre quando o estado permitiria a reabertura dos parques.

A pandemia de Covid-19 atingiu em cheio os negócios de parques da Disney, forçando o grupo a suspender as viagens de navios de cruzeiro e atrasar o lançamento de filmes importantes.

Todos os 12 de seus parques na América do Norte, Ásia e Europa foram fechados entre março e maio. Embora a Disney tenha reaberto os parques temáticos em Xangai e na Flórida, seu parque principal na Califórnia permanecerá fechado pelo menos até o fim do ano.

A Disneylândia de Paris foi forçada a fechar novamente no mês passado quando a França impôs um segundo bloqueio nacional para combater uma segunda onda de Covid-19.

A intenção do grupo era que os parques temáticos da Disney na Flórida e fora dos Estados Unidos reabrissem ainda este ano caso não houvesse registros de novos surtos de coronavírus importantes, mas seguindo medidas sanitárias, como distanciamento social estrito, testes e uso de máscara.

Os parques temáticos da empresa em Xangai, Hong Kong e Tóquio permanecem abertos.

A Disney teve prejuízo de US$ 2,8 bilhões no ano até 30 de setembro, marcando uma forte reversão em relação ao ano anterior, quando a empresa registrou lucro de US$ 10,4 bilhões.