Negócios

Cade tira poder de veto da Vale na MRS Logística

Conselho também decidiu dar fim à preferência da companhia na compra da produção excedente da Casa de Pedra

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 21 de janeiro de 2012 às 10h06.

Em uma sessão de mais de 8 horas, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) decidiu tirar o poder de veto da Companhia Vale do Rio Doce na MRS Logística, proprietária da MRS Ferrovia. O Cade deu duas opções para a Vale. Ou vender os bens e direitos que possui na Ferteco, acionista da MRS, ou adotar um conjunto de duas medidas.

De acordo com a decisão do Cade, essa segunda alternativa obriga a Vale a unificar as participações direta e indireta na MRS em apenas uma pessoa jurídica. Atualmente, a empresa participa da companhia de logística com duas empresas: a MBR e a Ferteco.

Além disso, a Vale teria de abrir mão da cláusula que lhe dá preferência da Vale sobre a aquisição de excedentes de produção da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) da mina Casa da Pedra. A mina é responsável por 11% da produção nacional. A medida vale para o comércio no mercado interno ou externo.

Com informações da Agência Brasil.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasMineraçãoMRSServiçosSetor de transporteSiderúrgicasTransporte e logísticaVale

Mais de Negócios

Cacau Show, Chilli Beans e mais: 10 franquias no modelo de contêiner a partir de R$ 30 mil

Sentimentos em dados: como a IA pode ajudar a entender e atender clientes?

Como formar líderes orientados ao propósito

Em Nova York, um musical que já faturou R$ 1 bilhão é a chave para retomada da Broadway

Mais na Exame