Cade aprova compra da PBKids pela Ri-Happy

Embora ambas sejam líderes no segmento, o órgão antitruste considerou que o mercado de venda de brinquedos também sofre a concorrência de outros agentes de varejo

	Loja da Ri Happy: o Cade aprovou, sem restrições e em votação em bloco, a compra da PBKids pela Ri-Happy, redes de lojas de brinquedos
 (Divulgação)
Loja da Ri Happy: o Cade aprovou, sem restrições e em votação em bloco, a compra da PBKids pela Ri-Happy, redes de lojas de brinquedos (Divulgação)
E
Eduardo RodriguesPublicado em 12/12/2012 às 13:06.

São Paulo - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) aprovou, sem restrições e em votação em bloco, a compra da PBKids pela Ri-Happy, redes de lojas de brinquedos.

Embora ambas sejam líderes no segmento, o órgão antitruste considerou que o mercado de venda de brinquedos também sofre a concorrência de outros agentes de varejo.

O relator do caso foi o conselheiro Eduardo Pontual.