Cabify nega negociações com Lyft

Empresa acrescentou que continua comprometida com plano anteriormente anunciado para abrir capital no mercado espanhol nos próximos dois anos

Madri - O aplicativo espanhol Cabify disse nesta sexta-feira que não participou de negociações para vender parte de seus negócios, depois de o jornal El Confidencial afirmar que a empresa de transporte urbano por aplicativo estava considerando vender operações para a norte-americana Lyft.

A Cabify, que opera na Espanha e na América Latina, negou categoricamente as informações.

"Não houve reuniões com os executivos desta ou de outras empresas para negociar uma possível venda parcial ou total da Cabify", informou a empresa em comunicado.

A Cabify acrescentou que continua comprometida com um plano anteriormente anunciado para abrir capital no mercado espanhol nos próximos dois anos.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.