Brasil impulsiona resultados da América Móvil

Os serviços móveis foram os que menor expansão de receita apresentaram, seguida de acessos de telefonia fixa, banda larga fixa e banda larga móvel

São Paulo - O balanço do primeiro trimestre da América Móvil (AM), controladora no Brasil da Embratel, Net Serviços e Claro, mostra a importância que o País desempenhou para as operações do grupo, sobretudo em novos acessos fixos e TV paga.

Segundo o balanço, a operadora tinha no final de março cerca de 86,8 milhões de acessos no Brasil, que podem ser divididos da seguinte maneira: 61,6 milhões de usuários móveis (Claro); 12,6 milhões de linhas fixas de voz (Embratel e Net); 7,45 milhões de assinantes de TV por assinatura (incluindo Net e Claro TV); e 5,1 milhões de acessos de banda larga fixa (Net e Embratel).

As receitas de TV já representam 21% das receitas no grupo no Brasil e tiveram um crescimento de 28% em relação ao mesmo trimestre de 2011. Foi o que mais contribuiu para o aumento de 9,6% nas receitas em relação ao primeiro trimestre de 2011, chegando a R$ 7,7 bilhões no trimestre.

Os serviços móveis foram os que menor expansão de receita apresentaram (5,3%), seguida de acessos de telefonia fixa (11,5%), banda larga fixa (12,5%) e banda larga móvel (26,2%). O EBITDA ficou perto de R$ 1,96 bilhões (3,4% de crescimento em relação ao mesmo período de 2011) e a margem está na casa dos 25,6%.

Ao todo, o grupo América Móvil teve receitas de 192 bilhões de pesos mexicanos no trimestre, o equivalente a R$ 27,8 bilhões. Em todas as suas operações, a AM fechou o primeiro trimestre com 306 milhões de acessos, sendo 60 milhões fixos e o restante em acessos móveis.

Embratel

O balanço da Embratel detalha uma receita líquida de R$ 4,75 bilhões no trimestre (contra R$ 4,27 no mesmo período de 2011), o que já reflete a consolidação de resultados da Net Serviços. O EBITDA foi de R$ 1,237 bilhões e o lucro líquido foi de R$ 383 milhões no período (contra R$ 189,7 milhões no primeiro trimestre de 2011).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.