A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Apple vai adiar reabertura de lojas na China

A gigante de tecnologia continua fortemente dependente do país asiático tanto para vendas de smartphones quanto para sua cadeia de suprimentos e fabricação

A Apple está estendendo o fechamento de lojas na China devido ao surto de coronavírus, enquanto trabalha para abrir seus escritórios corporativos e centros de contato, informou a fabricante do iPhone nesta sexta-feira.

A empresa disse no início do mês que fecharia todas as suas lojas oficiais e escritórios corporativos na China continental até 9 de fevereiro devido ao surto.

"Estamos trabalhando para reabrir nossos escritórios corporativos e centros de contato na semana de 10 de fevereiro e estamos nos preparando para reabrir nossa loja de varejo", afirmou a empresa em comunicado.

A Apple continua fortemente dependente da China tanto para vendas de smartphones quanto para sua cadeia de suprimentos e fabricação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também