Acionistas do CorpBanca aprovam fusão com Itaú Chile

Os acionistas do banco chileno aprovaram a fusão com a unidade local do Itaú Unibanco , passo fundamental de uma longa negociação que deve ser concluída em 2016

Santiago - Os acionistas do banco chileno CorpBanca aprovaram nesta sexta-feira a fusão com a unidade local do Itaú Unibanco , passo fundamental de uma longa negociação que deve ser concluída em 2016.

Por ampla maioria, acionistas do quarto maior banco privado do Chile aceitaram a proposta, após o Itaú ter melhorado sua oferta aos investidores do CorpBanca com um aumento no dividendo e na distribuição lucros.

CorpBanca e Itaú estimam que a operação não se concretizará antes de janeiro 2016, porque ainda há algumas aprovações regulatórias pendentes.

Os donos do CorpBanca e do Itaú concordaram quase um ano e meio atrás com a fusão de suas unidades no Chile e na Colômbia.

O acordo envolve trocas de ações e aumentos de capital para permitir que o Itaú controle a nova entidade, que terá um valor de mercado estimado em mais de 8 bilhões de dólares.

No entanto, as negociações atrasaram desde o anúncio da operação, devido a discrepâncias nas avaliações dos ativos de ambos os bancos. Em comunicado, o Itaú Unibanco afirmou que aprovará a fusão em Assembleia Extraordinária de Acionistas do Banco Itaú Chile em 30 de junho.

O Itaú será o acionista controlador, com 33,58 por cento do capital do grupo, que se chamará Itaú CorpBanca.

Com 48 bilhões de dólares em ativos e carteira de crédito de 33 bilhões de dólares, o grupo será o quarto maior banco privado no Chile e o quinto maior banco privado na Colômbia.

O Itaú diz que as sinergias da fusão devem somar cerca de 100 milhões de dólares por ano antes de impostos. O grupo terá um Conselho com 11 membros. A expectativa dos sócios é que a fusão seja concluída no início de 2016.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também