Aberdeen é afetada por saída de clientes de emergentes

Gestora de recursos disse que recebeu quase um terço a menos de dinheiro novo nos três meses encerrados em dezembro

Londres - A Aberdeen Asset Management disse que clientes retiraram ainda mais dinheiro de seus fundos no final de 2013, num momento em que o sentimento em relação aos mercados asiáticos e emergentes foi novamente abalado, acrescentando que ainda vê mais fluxo de mercado nos próximos meses.

A segunda maior gestora de recursos independente do Reino Unido disse que recebeu quase um terço a menos de dinheiro novo nos três meses encerrados em dezembro do que no trimestre de setembro. Sua pilha de ativos foi cortada em 4,4 bilhões de libras (7,2 bilhões de dólares).

A empresa destacou uma nova lista de negócios em análise, que iria adicionar 2 bilhões de libras de dinheiro novo para seus fundos nos próximos meses. Mas o presidente-executivo Martin Gilbert disse esperar que uma tendência geral mais fraca persista.

"Os fluxos de negócios continuaram a refletir o sentimento negativo em relação a investimentos, especialmente na Ásia e nos mercados emergentes, particularmente em relação a estes últimos e particularmente no final do trimestre", disse Gilbert. "Nós temos apenas que sentar e esperar o sentimento se recuperar".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.