Aberdeen Asset Management cortará custos por fundos

Fraqueza nos mercados emergentes levou mais dinheiro para fora de seus fundos nos primeiros dois meses do ano

Londres - A Aberdeen Asset Management disse que planeja cortar custos depois que uma fraqueza nos mercados emergentes levou mais dinheiro para fora de seus fundos nos primeiros dois meses do ano, elevando suas ações.

Os fluxos de saída ficaram em 3,9 bilhões de libras (6,50 bilhões de dólares), a maior parte de seus fundos asiáticos e de mercados emergentes, disse a Aberdeen nesta terça-feira.

A saída de dinheiro de seus fundos desacelerou em março e os fluxos de saída para o mês são esperados em cerca de 200 milhões de libras, disse a administradora de fundos.

A companhia permanece cautelosa sobre a perspectiva do mercado global e a confiança dos investidores.

O analista da Numis, David McCann, disse que as economias de custo "devem ajudar a proteger o lucro de pressões atuais da receita", embora ele tenha mantido uma recomendação de "manter" sobre o papel, em grande parte com base na precificação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.