Mundo

William quer 2 anos de tranquilidade com Kate antes de função pública

William quer proteger Kate das pressões que Diana sofreu

Kate Middleton e príncipe William (Getty Images)

Kate Middleton e príncipe William (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 25 de abril de 2011 às 13h43.

Londres - O príncipe William pediu à rainha Elizabeth II dois anos de tranquilidade com Kate Middleton antes de entrar plenamente na função pública, a fim de que sua esposa não tenha que passar pelas pressões que sofreu sua mãe, Diana, após seu casamento com o príncipe Charles.

Assim revela neste "The Sunday Times", acrescentando que William acredita que esta é a melhor maneira de reforçar seu casamento antes que sua vida seja centro de permanente atenção.

O príncipe quer copiar a vida que levou sua avó após se casar em 1947 com o duque de Edimburgo, já que a soberana passou um tempo com seu marido, enquanto este servia em Malta na Marinha.

A informação foi dada por um funcionário do Palácio de Buckingham, residência da Família Real britânica.

Nos meses seguintes ao casamento do príncipe e Kate Middleton, que será realizado no dia 29 em Londres, o jovem não deve tomar parte sozinho em um compromisso oficial.

Segundo o dominical, o príncipe William estudou a forma como sua avó manteve sua vida privada ao longo dos anos.

Elizabeth II e o príncipe Felipe se conheceram oito anos antes de se casar em 1947 e os dois estiveram em Malta alguns anos.

O príncipe Charles e Diana de Gales foram namorados durante um breve período de tempo antes de seu casamento em 29 de julho de 1981, após o qual tomaram parte de vários compromissos oficiais, mas se separaram em 1992 e se divorciaram em 1996.

Acompanhe tudo sobre:ChefesEuropaFamília real britânicaGovernoPaíses ricosReino Unido

Mais de Mundo

'A defesa da democracia é mais importante do que qualquer título', diz Biden em discurso

Governo Lula se diz irritado com falas de Maduro, mas evita responder declarações

Netanyahu discursa no Congresso americano sob protestos de rua e boicote de dezenas de democratas

Em discurso a irmandade negra, Kamala pede ajuda para registrar eleitores e mobilizar base a votar

Mais na Exame