TV norte-coreana se cala com gols portugueses

Aplicada pelo time de Cristiano Ronaldo, goleada de 7 a 0 fez com que os comentaristas deixassem de falar, ficando em silêncio
O goleiro Ri Myong-Guk, da Coreia do Norte, observa a comemoração dos jogadores portugueses (.)
O goleiro Ri Myong-Guk, da Coreia do Norte, observa a comemoração dos jogadores portugueses (.)
D
Da RedaçãoPublicado em 22/06/2010 às 06:38.

Seul - A televisão estatal da Coreia do Norte, que decidiu transmitir ao vivo o jogo de sua seleção contra Portugal na Copa do Mundo, ficou em silêncio após os sete gols lusos, que enterraram a esperança do país comunista de repetir a façanha de 1966, na Inglaterra, destaca nesta terça a imprensa sul-coreana.

O jogo contra o time de Cristiano Ronaldo foi o primeiro transmitido ao vivo pela televisão para a Coreia do Norte, mas a goleada construída na segunda metade da partida fez com que os comentaristas deixassem de falar, ficando em silêncio.

A transmissão contou com a participação de dois locutores, que até o início da segunda etapa acreditavam que o time asiático poderia buscar o empate, após o gol marcado por Raul Meireles aos 29 minutos do primeiro tempo.

"Se jogamos com nosso estilo poderemos marcar", dizia o comentarista através da emissora estatal "KCNTV", que transmitiu o jogo graças à cessão dos direitos por parte da associação "Asia-Pacific Broadcasting Union", com base na Malásia.

A imprensa sul-coreana também lamentou a derrota da seleção norte-coreana, que apesar da tensão entre os dois países conta com apoio generalizado na Coreia do Sul, especialmente em Seul, onde cerca de 600 pessoas se reuniram em um templo budista para apoiar o time dos vizinhos do Norte.

Segundo o jornal sul-coreano "Chosun Ilbo", a histórica decisão da Coreia do Norte de transmitir ao vivo o jogo foi devido ao interesse despertado entre os 24 milhões de norte-coreanos após a boa atuação contra o Brasil (vitória brasileira por 2 a 1, na estreia das duas seleções no grupo G).

Assim, pela primeira vez durante uma Copa, a apresentadora da televisão norte-coreana substituiu o tom marcial normalmente adotado por um sorriso para apresentar a partida contra Portugal.

No entanto, os portugueses, guiados por Tiago e Cristiano Ronaldo, voltaram a obrigar a Coreia do Norte a abandonar o Mundial, assim como em 1966, quando o time luso era comandado por Eusebio.

A Coreia do Norte estreou em Copas em 1966 e, após vencer a Itália por 1 a 0, foi derrotada nas quartas-de-final por Portugal, que conseguiu uma virada após sair perdendo por 3 a 0, vencendo por 5 a 3.

Os coreanos enfrentam a Costa do Marfim na próxima sexta-feira, em sua despedida da África do Sul. No mesmo dia, Portugal joga com o Brasil, e precisa de um empate para se classificar sem depender do resultado do confronto entre africanos e asiáticos.

Mesmo em caso de derrota, o time comandado por Carlos Queiroz tem boas chances de avançar. Para isso, a Costa do Marfim não poderia tirar uma diferença de nove gols no saldo. O Brasil já está classificado, e garante o primeiro lugar do grupo se empatar.

Leia mais notícias sobre a Copa do Mundo