Turquia fecha fronteira com a Síria

Medida não terá consequência sobre o fluxo de refugiados sírios que fogem do conflito armado em seu país

Antioquia - A Turquia fechará nesta quarta-feira todas suas passagens fronteiriças com a Síria perante a deterioração da segurança, mas a medida não terá consequência no fluxo de refugiados sírios que fogem do conflito armado em seu país.

O fechamento da fronteira, anunciado pelo ministro do Comércio e Alfândegas, Hayati Yazici, afetará as 13 passagens oficiais existentes nos 900 quilômetros da fronteira entre as duas nações, e acontece após os últimos combates entre rebeldes e soldados sírios, que acabaram destruindo vários caminhões turcos.

A decisão afetará o trânsito rotineiro, especialmente o comercial, mas não o dos refugiados sírios, que entram e saem do país através de rotas clandestinas.

Grande parte das passagens fronteiriças já está sob o domínio das forças rebeldes, do Exército Sírio Livre, composto por desertores, ou de milícias curdas.

De fato, segundo publica hoje o diário "Hürriyet", apenas três passagens seguiam abertas na prática ao trânsito comum, e outras duas, que também serão fechadas agora, só permitiam o cruzamento de pedestres.

O fechamento das passagens fronteiriças não equivale a uma proibição de viajar à Síria, já que os cidadãos e caminhões turcos poderão continuar entrando no país árabe através de terceiros países.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.