Sobe para 15 o número de mortos durante explosão no Iraque

Pelo menos 110 pessoas ficaram feridas no ataque no bairro próximo de Bagdá controlado pelo clérigo xiita Moqtada al Sadr

Bagdá - O número de mortos na explosão de ontem em Sadr, bairro dos arredores de Bagdá controlado pelo clérigo xiita Moqtada al Sadr, subiu nesta quinta-feira para 15.

Pelo menos 110 pessoas ficaram feridas no ataque, disse uma fonte de hospitais da região que não quis ser identificada à Agência Efe. Do total, 13 seguem em estado grave e 78 já receberam alta.

A explosão, que destruiu cinco imóveis, ocorreu na noite de ontem dentro de uma casa utilizada como depósito de armas e munição, explicou à Efe uma fonte da polícia de Bagdá.

Tanto o primeiro-ministro interino do Iraque, Haidar al Abadi, como Moqtada al Sadr, líder da coalizão que venceu as eleições em maio deste ano, ordenaram que o Ministério do Interior abra uma investigação para esclarecer o ataque.

Nenhum grupo reivindicou a autoridade do atentado.

Sadr é o reduto das milícias controladas pelo clérigo xiita, cenário frequente de atentados terroristas.

A explosão ocorreu poucas horas depois de o parlamento do Iraque ter ordenado a apuração manual dos votos em todos os centros eleitores devido à suspeita de fraude dos resultados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.