Simpatizantes de Ai Weiwei posam nus na internet

O artista considerou "ridículas" a nova acusação do governo chinês que o investiga por pornografia devido a fotos antigas nas quais aparece com quatro mulheres nuas

Pequim – Partidários do artista chinês Ai Weiwei, que é investigado por “pornografia”, decidiram manifestar solidariedade com o dissidente e posaram nus na internet.

Acusado de fraude fiscal, o artista plástico, alvo das autoridades chinesas, anunciou na sexta-feira que era acusado por fotos antigas nas quais aparece cercado por quatro mulheres também nuas.

Em um blog com o nome “Ouça, governo chinês: a nudez não é pornografia”, dezenas de seguidores publicaram fotos sem roupas.

Um simpatizante imita a postura do Pensador de Rodin, outro a de David de Michelangelo.

Ai Weiwei, que considerou “ridículas” as novas acusações, é objeto de um amplo movimento de solidariedade. Simpatizantes fizeram doações para ajudá-lo no processo em que é acusado de evasão fiscal.

Graças à mobilização, ele teve condições de pagar a garantia para poder apelar do reajuste de 15 milhões de yuanes (2,2 milhões de dólares).

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.