Sarkozy é formalmente acusado de corrupção e outros crimes

Promotores pedem que ex-presidente francês seja julgado por corrupção, tráfico de influências e violação do segredo profissional

Paris - A Promotoria Nacional Financeira, órgão criado na França para combater os crimes fiscais, solicitou que o ex-presidente do país, Nicolas Sarkozy, seja julgado por corrupção, tráfico de influências e violação do segredo profissional no chamado caso das escutas, indicou neste sábado o jornal "Le Parisien ".

O órgão judicial, cujo pedido deverá ser validado pelos juízes de instrução, também solicitou esta semana que sejam processados no Tribunal Correcional o advogado de Sarkozy, Thierry Herzog, e o ex-magistrado Gilbert Azibert.

A investigação foi finalizada em 2016, mas diversos recursos adiaram o processo.

Em julho de 2014, Sarkozy foi acusado neste mesmo caso por corrupção ativa, tráfico de influências e acobertamento da violação do segredo profissional.

A Justiça autorizou que o telefone do político fosse grampeado devido às suspeitas de que teria recebido financiamento do regime líbio de Muammar Kadafi (1969-2011) durante a campanha que o levou ao Palácio do Eliseu em 2007.

Por acaso, foram descobertas conversas nessas escutas entre o ex-presidente francês e seu advogado, nas quais foi possível deduzir que ambos estavam tentando obter, através de Azibert, informação sigilosa de outro processo que investigava se Liliane Bettencourt, herdeira do grupo da gigante dos cosméticos L'Oréal, financiou ilegalmente sua campanha de 2012.

Algumas dessas conversas foram publicadas na imprensa e davam a entender que Sarkozy estava disposto a ajudar o juiz a obter uma vaga em Mônaco em troca de sua influência na decisão da Suprema Corte sobre o caso Bettencourt.

Em março de 2016, o Supremo validou de forma definitiva quase todas as gravações envolvendo o ex-presidente, que formam a base do pedido da acusação, o que abriu caminho para um possível julgamento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também