Mundo

Rússia diz ter abatido 87 drones ucranianos; alvo principal de Kiev era o quartel-general de Rostov

Ataque 'não causou vítimas', mas provocou cortes de energia em várias cidades

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 14 de junho de 2024 às 08h21.

Última atualização em 14 de junho de 2024 às 08h21.

A Rússia afirmou, nesta sexta-feira, que abateu 87 drones ucranianos durante a noite, dos quais 70 tinham como alvo a região de Rostov, no Sudeste, onde está localizado o centro nevrálgico da operação militar contra Kiev.

“Durante a noite, uma tentativa do regime de Kiev de cometer um ataque terrorista com drones (…) foi frustrada”, afirmou o Ministério da Defesa russo, num comunicado.

“No total, 87 drones ucranianos foram abatidos sobre regiões russas”, disse ele.

A maioria (70) foi abatida na região de Rostov, no Sudeste, onde está localizado o quartel-general da operação russa sobre a Ucrânia.

O governador regional, Vasili Golubev, disse no Telegram que o ataque “não causou vítimas”, mas provocou cortes de energia em várias cidades.

Os demais dispositivos foram neutralizados nas regiões de Belgorod, Volgogrado, Kursk, Voronezh e na península anexada da Crimeia, segundo dados do ministério.

Acompanhe tudo sobre:RússiaUcrânia

Mais de Mundo

Eleições da Venezuela acontecem no domingo, em meio a ameaças e esperança de mudança

Eleições Venezuela: Quem é Edmundo González, principal candidato da oposição contra Nicolás Maduro

Kamala Harris arrecada R$ 513 mil por minuto após desistência de Biden

Presidente de Israel agradece a Biden por ser um “verdadeiro aliado” do povo judeu

Mais na Exame