Rússia e EUA estudam acordo para atuar contra EI na Síria

Apesar de trabalharem conjuntamente, Moscou não está satisfeita com o alcance da cooperação e pediu a seus parceiros para usarem "todo o potencial"

Moscou - As autoridades militares da Rússia e dos Estados Unidos trabalham em um acordo para a cooperação de suas forças aéreas na luta contra o Estado Islâmico (EI) na Síria, anunciou nesta terça-feira o vice-ministro da Defesa russo, Anatoli Antónov.

Apesar de trabalharem conjuntamente, Antonov afirmou que Moscou não está satisfeita com o alcance da cooperação e pediu a seus parceiros para usarem "todo o potencial" que tem o diálogo entre os dois países.

"Infelizmente, os americanos reduziram, por enquanto, a cooperação à coordenação entre nossos pilotos durante suas missões de voo na Síria", se queixou o vice-ministro.

Antonov anunciou que representantes militares russos e do Pentágono realizarão muito em breve uma segunda videoconferência, após a abertura dos contatos diretos sobre a Síria nos mais altos escalões de Moscou e Washington.

"Mas seria melhor que nossos colegas nos fizessem uma visita para que nos sentemos aqui, no Ministério da Defesa, e falemos tête-à-tête de todos os problemas que enfrentamos", disse Antonov.

Ao mesmo tempo, o número dois da Defesa respondeu às acusações feitas por alguns países ocidentais e árabes sobre a aviação russa ter bombardeado à população civil em vez de jihadistas.

"Conferimos até 100 vezes a informação. As decisões que tomamos são pensadas e calculadas. Só atacamos quando temos 100% de certeza que acertaremos o alvo", garantiu.

Desde que a aviação russa entrou na guerra da Síria há uma semana, as autoridades deste país insistiram em que seus ataques se dirigem exclusivamente a organizações terroristas que atuam na Síria.

No entanto, elas afirmam que o Estado Islâmico não é o único grupo jihadista no país e reconhecem que seus alvos não se limitam a essa organização terrorista.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.