Rio transborda e deixa 10 mortos e 1,5 milhão desabrigados

Dezesseis distritos de Assam, na Índia, foram afetados pelo transbordamento do rio Brahmaputra e vários de seus afluentes

Nova Délhi – Pelo menos dez pessoas morreram, duas estão desaparecidas e um milhão e meio ficaram desabrigadas pelas chuvas e inundações registradas nos últimos dias na região indiana de Assam, informou nesta terça-feira à Agência Efe uma fonte oficial.

Dezesseis distritos da região foram afetados pelo transbordamento do rio Brahmaputra e vários de seus afluentes, disse à Efe o ministro da Agricultura regional, Nilamoni Sen Deka, que visitou de helicóptero hoje várias das regiões inundadas.

”Há dois desaparecidos e instalamos 258 acampamentos para os deslocados. O nível de água está descendo lentamente e esperamos que a situação esteja normal em poucos dias”, indicou.

No final de junho e início de julho, a região de Assam já foi cenário de outras graves inundações que causaram a morte de dezenas de pessoas e o deslocamento de mais de 2 milhões, e nos últimos dias voltaram a ser registradas fortes chuvas.

Nos trabalhos de resgate atuam o exército e as forças aéreas indianas, assim como a Força de Resposta de Desastres Nacionais (NDRF), cujo comandante reconheceu hoje à Efe que ”não foi possível antecipar” a catástrofe.

”As inundações começaram na região de Arunachal, ao norte, e como ali não há dispositivos de medição (do nível do rio) não pudemos prevenir o que estava por vir no céu”, explicou o comandante A.K. Singh.

Segundo Singh, as águas dos rios romperam 43 diques situados em diferentes pontos de suas ribeiras que foram construídos na última década para permitir a construção de novos assentamentos.

”Não haviam sido consertados nos últimos anos e essa ruptura é o motivo de haver tantos desabrigados. No entanto, a situação está melhorando muito rápido”, relatou o comandante Singh, que calculou em cerca de ”600 mil ou 700 mil” o número de desabrigados.

De acordo com vários jornais indianos, as inundações afetam também o parque nacional de Kaziranga, onde está uma grande parte dos rinocerontes de um chifre que existem no mundo.

O Brahmaputra, um dos principais rios da Índia, nasce nas montanhas tibetanas e desemboca no delta do Ganges no vizinho Bangladesh.

Nos últimos dias, as autoridades indianas informaram também sobre a morte de 27 pessoas devido às fortes chuvas e os deslizamentos de terra registrados em áreas remotas da região indiana de Sikkim, na cordilheira do Himalaia.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.