Putin abre conta em banco sancionado pelos EUA

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumpriu a promessa que fez e abriu uma conta no banco Rossiya, uma das instituições financeiras sancionadas pelos EUA

Moscou - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumpriu a promessa que fez na semana passada e abriu nesta segunda-feira uma conta no banco Rossiya, uma das instituições financeiras sancionadas pelos Estados Unidos após seu país ter anexado a república da Crimeia.

"Nesta conta, a partir do mês que vem, será recebido o salário do presidente", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Putin afirmou no último dia 21 que os clientes do banco não tinham nada a temer pelas sanções.

"Claro, devemos não só defender, mas apresentar todo o nosso apoio tanto aos clientes como ao banco para que não sofram nenhum prejuízo financeiro derivado das sanções", afirmou Putin na ocasião. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.