Príncipe Charles aceitou mala com dinheiro do Catar, afirma jornal

A assessoria de Charles informou que as doações foram passadas para uma das instituições de caridade do príncipe e os processos "seguiram a lei"
 (Peter Cziborra/Reuters)
(Peter Cziborra/Reuters)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 27/06/2022 às 10:55.

Última atualização em 27/06/2022 às 11:05.

O príncipe Charles, herdeiro do trono britânico, se envolveu em um novo escândalo. O jornal Sunday Times revelou neste domingo, 26, que ele aceitou uma mala contendo € 1 milhão (cerca de R$ 5,54 milhões) em dinheiro de um ex-primeiro-ministro do Catar.

Segundo o jornal, essa foi uma das três doações em dinheiro do xeque Hamad bin Jassim. Juntas, elas totalizaram € 3 milhões. A assessoria de Charles informou que as doações foram passadas para uma das instituições de caridade do príncipe e os processos "seguiram a lei".

Embora não haja nenhum sinal de ilegalidade ou indício de que Charles tenha oferecido algo em troca das generosas doações, os críticos disseram que o dinheiro levanta preocupações sobre o julgamento pessoal do futuro rei britânico, especialmente em razão do histórico do Catar em violações de direitos humanos.

O herdeiro do trono apareceu no final de um show com várias estrelas do pop e do rock do lado de fora do Palácio de Buckingham

Propina

No ano passado, Michael Fawcett, o mais antigo assessor do príncipe, foi forçado a renunciar após a revelação de doações da Arábia Saudita para uma de suas instituições de caridade, a Prince's Foundation. Fawcett admitiu ter recebido dinheiro para ajudar um rico saudita a obter um título de cavaleiro e cidadania britânica. Ele negou que Charles soubesse da troca.

LEIA TAMBÉM:

Veja foto inédita de Lilibet Diana, filha do Príncipe Harry e Meghan Markle