Mundo

Político é acusado de melhorar próprio verbete na Wikipedia

Jornal The Guardian acusou o presidente do Partido Conservador britânico de editar sua biografia, assim como as dos seus rivais

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 22 de abril de 2015 às 16h05.

Um dos líderes do Partido Conservador britânico, Grant Shapps, foi acusado nesta quarta-feira pelo jornal The Guardian de tentar melhorar seu verbete na Wikipedia e de piorar os textos sobre seus rivais políticos, o que ele negou.

A organização que administra a enciclopédia on-line, a Wikimedia, anunciou que bloqueou a conta de um usuário, "Contribsx", que fez as mudanças nas biografias, por suspeitar de uma identidade falsa.

O caso foi denunciado por um voluntário que atualiza a enciclopédia e que afirmou que a conta estava vinculada à do presidente do Partido Conservador, Grant Shapps, um veterano executivo de marketing.

Shapps negou ter feito as mudanças em vários artigos, o seu e os de rivais políticos.

"É uma das histórias mais ridículas que ouvi durante esta campanha das eleições legislativas de 7 de maio. Absoluta, totalmente carente de fundamento", disse à BBC.

O primeiro-ministro David Cameron, o líder dos conservadores, defendeu Shapps, disse acreditar em seu desmentido e afirmou que ele está fazendo um "grande trabalho".

Acompanhe tudo sobre:BBCEleiçõesEmpresasInglaterraPaíses ricosPartidos políticosPolíticaWikipedia

Mais de Mundo

'Mal posso esperar para o 2º debate contra Biden', diz estrategista de Trump

Participantes do comício de Trump avistaram atirador quase 2 minutos antes dos disparos

Ônibus cai em penhasco e deixa ao menos 21 mortos no Peru

Netanyahu promete aumentar pressão sobre o Hamas após bombardeios contra norte, sul e centro de Gaza

Mais na Exame