Pentágono confirma morte de oficial da Al-Qaeda na Líbia

Ataque no dia 24 de março foi realizado em conjunto com o governo de União Nacional da Líbia (GNA) de Fayez al-Sarraj

Os Estados Unidos confirmaram nesta quarta-feira (28) a morte de um importante membro da rede islamita Al-Qaeda na Líbia durante um recente ataque aéreo no sul do país.

A incursão, perto de Ubari, ocorreu em 24 de março e matou dois membros da Al-Qaeda, incluindo Moussa Abu Daoud, líder da rede no Magrebe Islâmico (Aqmi), indicou o comando militar americano encarregado da região (Africom) em uma declaração.

O ataque foi realizado em conjunto com o governo de União Nacional da Líbia (GNA) de Fayez al-Sarraj.

Segundo os americanos, Moussa Abu Daoud "era encarregado de treinar os recrutas da Aqmi na Líbia para realizar ataques na região".

"Ele fornecia apoio logístico, fundos e armas indispensáveis ​​à Aqmi, o que permitia aos terroristas ameaçar os interesses americanos e ocidentais na região", aponta o comunicado.

Desde a queda de Muammar Khaddafi, em 2011, a Líbia tem estado à mercê de milícias, enquanto duas autoridades disputam poder: o GNA, reconhecido internacionalmente e com sede em Tripoli, e um grupo que exerce o poder no leste do país com o comando do marechal Khalifa Haftar.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.