Para Lavrov, expulsão da Rússia do G8 não é tragédia

Serguei Lavrov, ministro russo das Relações Exteriores, disse que não seria uma grande tragédia se o G8 decidisse por expulsar a Rússia

Haia - O ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, declarou nesta segunda-feira que "não seria uma grande tragédia" se o G8 decidisse por expulsar a Rússia do grupo em razão da anexação da Crimeia.

"Se nossos parceiros ocidentais pensam que este formato é ultrapassado, que seja assim", afirmou o chefe da diplomacia russa durante uma coletiva de imprensa.

"O G8 é um clube informal (...), para nós não seria uma grande tragédia se o G8 não se reunisse", acrescentou Lavrov após o primeiro encontro com seu colega interino ucraniano, Andrii Deshchytsia.

O grupo "deveria reconhecer que a Crimeia tem o direito à auto-determinação". Além disso, "a decisão de pedir a anexação à Rússia foi bem recebida tanto pelo povo da Crimeia como para nós", ressaltou Lavrov.

Os líderes do G7 (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido), reunidos nesta segunda-feira a pedido do presidente americano Barack Obama, deve discutir a exclusão da Rússia do clube dos mais mais ricos, o G8.

À imprensa, Lavrov não fez comentários sobre o encontro com Andrey Dechtchitsa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.