A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Países muçulmanos defendem força internacional para proteger palestinos

Comunicado da Organização de Cooperação Islâmica chamou de criminosas as ações das forças israelenses nos territórios palestinos ocupados na fronteira

Os países muçulmanos, reunidos em uma cúpula em Istambul, defenderam nesta sexta-feira (18) o envio de "uma força de proteção internacional" aos Territórios Palestinos depois que soldados israelenses mataram dezenas de palestinos na Faixa de Gaza na segunda.

O comunicado final dos 57 membros da Organização de Cooperação Islâmica (OCI) pede "proteção internacional para o povo palestino, inclusive com o envio de uma força de proteção internacional".

A OCI condena, ainda, "as ações criminosas das forças israelenses nos Territórios palestinos ocupados e na Faixa de Gaza", onde militares israelenses mataram na segunda quase 60 palestinos que participavam de protestos na fronteira com Israel pela transferência da embaixada dos Estados Unidos de Tel Aviv a Jerusalém.

O texto acusa o governo americano "de apoiar os crimes de Israel, inclusive protegendo-o no Conselho de Segurança da ONU".

Também critica Washington pela transferência da embaixada, qualificando-o como um "ato de provocação e de hostilidade contra a nação islâmica".

Pede, ainda, à ONU a criação "de uma comissão de investigação internacional" sobre os incidentes da segunda-feira.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também