Oposição quer impeachment de presidente da Coreia do Sul

Oposição à presidente Park Geun-hye anunciou que vai abrir um processo de destituição se ela não renunciar

Seul -  A principal força da oposição da Coreia do Sul, o progressista Partido Democrático, anunciou nesta segunda-feira que vai promover um processo de destituição da presidente do país, Park Geun-hye, se esta não renunciar, após ser declarada cúmplice de um famoso caso de corrupção.

"Park deve renunciar. Levando em conta esta postura, vamos revisar o impeachment de Park e a possibilidade de formar um gabinete provisório quando puder", disse o líder do Partido Democrático, Choo Min-ae, em reunião com cargos do partido.

Choo afirmou que serão iniciados "de forma imediata" os trâmites necessários para o processo de destituição na Assembleia Nacional (Parlamento), mas alertou que este poderia demorar até seis meses, segundo um comunicado divulgado pelo partido.

O anúncio foi feito um dia depois que a Promotoria indicou a presidente como cúmplice de um caso de corrupção e tráfico de influência que criou uma forte indignação no país e intensificou os pedidos de renúncia de Park.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também