ONG pede que exército egípcio respeite direitos humanos

Anistia Internacional afirmou que Forças Armadas e polícia do Egito têm antecedentes de violações dos direitos humanos e pede que estes não se repitam

Londres - A organização Anistia Internacional (AI) pediu nesta quinta-feira às forças de segurança egípcias que façam o possível para proteger os direitos humanos e a segurança de todos no Egito, independente de filiação política.

Em comunicado, a AI afirmou que as Forças Armadas e a polícia no Egito têm antecedentes bem documentados de violações dos direitos humanos e pede que estes não se repitam.

"Neste momento de grande tensão e com a Constituição suspensa, é mais importante do que nunca que os militares cumpram com as obrigações do Egito respeitando o direito humanitário", disse Salil Shetty, secretário-geral da AI, na nota.

Shetty denunciou ações contra a liberdade de expressão, já que vários canais de televisão que apoiavam o presidente Mohamed Mursi foram silenciados e o pessoal foi supostamente preso imediatamente após o golpe.

O secretário-geral ressaltou a importância de se "aumentar a cautela" diante dos temores de possíveis represálias e ataques de vingança contra os seguidores de Mursi.

"Ninguém deve ser castigado por um exercício pacífico do direito da liberdade de expressão, de associação e assembleia", acrescentou.

A nota da AI foi divulgada depois que as Forças Armadas egípcias depuseram Mursi ontem à noite e suspenderam a Constituição. Os militares anunciaram que serão convocadas novas eleições presidenciais no país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.