Número de novos casos de ebola cai na África, diz OMS

Todos os países mais afetados pela epidemia registraram o menor número semanal de novos casos em meses, segundo a OMS

Genebra - Todos os três países mais atingidos pela epidemia de ebola registraram o menor número semanal de novos casos em vários meses, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quarta-feira, enquanto que o número global de mortes chegou a 8.429 entre 21.296 casos notificados até o momento.

Serra Leoa e Guiné registraram o menor número total semanal de casos confirmados de ebola desde agosto do ano passado. A Libéria, que não registrou nenhum caso novo da doença por dois dias na semana passada, teve o menor índice semanal desde junho, segundo a OMS.

O surto de ebola, uma febre hemorrágica, apareceu pela primeira vez na África Ocidental há pouco mais de um ano, quando um menino de dois anos morreu no sul da Guiné em 28 de dezembro, mas a epidemia só veio à tona em março do ano passado, quando a doença já havia se espalhado amplamente.

A crise de ebola na África Ocidental deve durar até o fim de 2015, de acordo com o cientista Peter Piot que ajudou a descobrir o vírus em 1976 no antigo Zaire, atual República Democrática do Congo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.