Número de mortos em acidente em Uganda sobe para 107

Barco que carregava em sua maioria refugiados congoleses virou no início do sábado no Lago Albert

Campala - Cento e sete pessoas morreram quando um barco virou em um lago na fronteira entre Uganda e a República Democrática do Congo, disse a polícia ugandense nesta segunda-feira depois de recuperar mais corpos.

O barco que carregava em sua maioria refugiados congoleses virou no início do sábado no Lago Albert. A polícia disse que o barco estava superlotado, um fator comum em tragédias similares no país do leste africano.

A região Albertine Rift, em Uganda, abriga milhares de refugiados congoleses que fugiram dos conflitos em seu país de origem nos últimos anos, particularmente na região leste da República Democrática do Congo, que tem sido atingida pela violência envolvendo vários grupos rebeldes.

A polícia disse estimar que cerca de 150 pessoas estavam no barco e eles não esperam encontrar sobreviventes.

"Desde o início das operações de resgate no sábado, recuperamos um total de 107 corpos e achamos que encontramos praticamente todos, embora não possamos descartar que mais corpos sejam encontrados, já que o número de pessoas a bordo com o qual trabalhamos é uma estimativa", disse Charles Sebambulidde, comandante de polícia da região de Albertine.

"Nesse momento a nossa busca é por corpos, porque não achamos que tenha mais sobreviventes lá."

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.