Novos combates em Áden deixam pelo menos 53 mortos

Uma fonte militar anunciou que pelo menos 26 rebeldes morreram e dezenas ficaram feridos nos combates em vários bairros da cidade do sul do país

Áden – Pelo menos 53 pessoas morreram nas últimas 24 horas em combates entre os rebeldes xiitas e as forças leais ao presidente Abed Rabo Mansur Hadi em Áden, a segunda maior cidade do Iêmen, anunciaram fontes militares e médicas.

Dezessete civis morreram desde domingo, assim como 10 combatentes leais ao presidente Mansur Hadi, atualmente no exílio, segundo uma fonte médica.

Uma fonte militar anunciou que pelo menos 26 rebeldes morreram e dezenas ficaram feridos nos combates em vários bairros da cidade do sul do país.

De acordo com testemunhas, os confrontos prosseguiam nesta segunda-feira e os rebeldes tentavam assumir o controle do porto.

O presidente iemenita buscou refúgio em Áden em fevereiro, depois que os rebeldes xiitas huthis assumiram o controle da capital, Sanaa. Diante do avanço dos insurgentes, Mansur Hadi fugiu para a Arábia Saudita no mês passado.

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) informou que enfrenta “problemas logísticos” para enviar ajuda ao Iêmen.

“Temos as autorizações para enviar um avião de carga com material médico, mas existe um problema para pousar no aeroporto de Sanaa”, declarou a porta-voz da organização Sitara Jabeen.

“Estamos tentando resolver os problemas logísticos”, completou.

Ao falar da cidade de Aden, a porta-voz informou que o CICV deseja enviar uma equipe de quatro cirurgiões.

“Precisamos das autorizações de todas as partes do conflito, por razões de segurança”, disse.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.