Mundo

Navios chinês e filipino colidem no Mar da China Meridional

Pequim reivindica controle de quase toda a região oceânica; China acusou Filipinas de “entrar ilegalmente" no mar perto do recife Ren’ai

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 17 de junho de 2024 às 06h59.

Um navio filipino e um navio chinês colidiram nesta segunda-feira, 17, perto das ilhas Nansha (também conhecidas como ilhas Spratly), no disputado Mar da China Meridional, informou a Guarda Costeira de Pequim.

“O navio de reabastecimento filipino ignorou vários avisos sérios do lado chinês”, disse a Guarda Costeira num comunicado. O barco “abordou o (...) navio chinês de forma pouco profissional, resultando numa colisão”, acrescenta o comunicado.

A China acusou o navio filipino de “entrar ilegalmente no mar perto do recife Ren’ai, nas ilhas Nansha da China”. “A Guarda Costeira chinesa tomou medidas de controle contra o navio filipino, de acordo com a lei”, acrescentou.

Pequim reivindica quase todo o Mar da China Meridional, rejeitando reivindicações territoriais de vários países do Sudeste Asiático, incluindo as Filipinas, e uma decisão internacional que nega a sua reivindicação.

Acompanhe tudo sobre:ChinaOceanosFilipinasNavios

Mais de Mundo

J.D. Vance, candidato a vice de Trump, discursa na Convenção Republicana nesta quarta

Biden destaca Kamala Harris como potencial presidente dos EUA

Boris Johnson comparece a Milwaukee para expressar apoio a Trump: "Está em ótima forma"

Primeiro-ministro japonês pede desculpas por esterilização forçada de milhares de pessoas no país

Mais na Exame