Mulher mata seus dois filhos deficientes e tenta se suicidar

A mulher, de 54 anos, deixou uma carta explicando que tinha acabado com a vida de seus filhos "por ressentimento contra o sistema de saúde" da Bélgica

Bruxelas – Uma enfermeira belga matou seus dois filhos deficientes, de 25 e 26 anos, e depois tentou se suicidar ingerindo uma grande quantidade de remédios, mas não conseguiu e está hospitalizada em estado grave.

O crime aconteceu em Liège (sul da Bélgica) e um irmão da mulher a encontrou inconsciente em sua casa, informou nesta segunda-feira a agência “Belga”.

A mulher, de 54 anos, deixou uma carta explicando que tinha acabado com a vida de seus filhos “por ressentimento contra o sistema de saúde” da Bélgica.

Na carta, a mulher conta que obrigou o casal de jovens a ingerir a mesma mistura que ela mesma ia tomar para se matar e que, assim que ambos adormeceram, ela os estrangulou.

Os jovens recebiam assistência de segunda a sexta-feira e ficavam sob responsabilidade de sua mãe nos fins-de-semana.

A mulher, que estava separada do pai de seus filhos há anos, passava dificuldades todos os meses para cobrir as despesas da medicação dos jovens, segundo o jornal francês “La Libre Belgique”.

A enfermeia permanece internada em estado crítico, disse a procuradoria de Liège à imprensa. 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.