Milhares apoiam em Moscou reunificação com a Crimeia

Dezenas de milhares de pessoas realizam manifestação no centro de Moscou para apoiar a iniciativa da Crimeia de se incorporar à Rússia

Moscou - Dezenas de milhares de pessoas, mais de 65 mil segundo o Ministério do Interior da Rússia, estão realizando uma manifestação no centro de Moscou para apoiar a iniciativa do Parlamento regional da república autônoma ucraniana da Crimeia de se incorporar à Rússia.

O grande comício está ocorrendo ao lado do Kremlin e os manifestantes portam bandeiras russas e cartazes com frases como: "Acreditamos em Putin" e "Crimeia é russa".

A concentração reúne membros de várias organizações civis, militares e partidos políticos como o Rússia Unida, legenda que apoia o presidente russo, Vladimir Putin.

O Conselho Superior da Crimeia (Parlamento regional) adotou ontem uma decisão para sua reunificação com a Rússia, da qual fez parte até 1954, e convocou um referendo sobre essa questão para 16 de março.

Logo após adotar a decisão, o vice-primeiro-ministro do autoproclamado governo da autonomia rebelde, Ruslan Temirgaliev, disse à imprensa que as forças armadas russas enviadas à península serão consideradas legais, e o resto, "de ocupação".

O presidente da Duma (Câmara dos Deputados) da Rússia, Sergei Narishkin, afirmou hoje que os legisladores russos apoiarão a "opção que faça livre e democraticamente" a população da Crimeia. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.