Médico ucraniano e a mulher são sequestrados na Líbia

Bengazi é o reduto de grupos islamitas, entre eles o radical Ansar Asharia, considerado terrorista por Washington e Trípoli

Bengasi - Um médico ucraniano e a mulher foram sequestrados na cidade de Bengazi, leste da Líbia, cenário de atos violentos, anunciou o Ministério da Saúde.

Bengazi é o reduto de grupos islamitas, entre eles o radical Ansar Asharia, considerado terrorista por Washington e Trípoli. Nesta cidade, são muitos os assassinatos e sequestros de estrangeiros, em particular ocidentais.

O ministério líbio denunciou o ato irresponsável e pediu que os sequestradores libertem os reféns, que são funcionários do hotel Al Huari de Bengazi.

A Líbia está mergulhada no caos pelos confrontos entre milícias armadas e influentes tribos que lutam pelo poder.

Além disso, há uma profunda crise política e uma anarquia institucional, com dois governos e dois parlamentos paralelos que reivindicam sua legitimidade.

O país viveu em 2011 uma revolta que resultou na queda do regime do ditador Muamar Khadafi.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.