Maduro vai avaliar laços com Espanha após incidente

Presidente venezuelano afirmou que relações diplomáticas com espanhóis serão revistas depois de incidente envolvendo Evo Morales

Caracas - O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, afirmou nesta quinta-feira que irá avaliar as relações diplomáticas com a Espanha, classificada de infame pelo governo chavista, depois que Madri fechou, temporariamente, seu espaço aéreo ao presidente boliviano, Evo Morales.

"O que o governo da Espanha fez é infame", afirmou Maduro no avião presidencial voltando do encontro com exportadores de gás realizado em Moscou.

"O que pensa o presidente (Mariano) Rajoy?! Que os sul-americanos são seus escravos?", questionou ainda.

França, Portugal, Itália e Espanha proibiram que o avião de Morales entrassem em seu espaço aéreo, segundo a Bolívia pelo temor de que transportasse o americano Snowden, acusado de espionagem por Washington por ter revelado um programa de espionagem das comunicações a nível global do governo de Barack Obama.

A Bolívia recebe nesta quinta cinco presidente da União Sul-americana das Nações (Unasul) para avaliar o incidente.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.