Liga Árabe pede a renúncia de Assad

Grupo também quer que os opositores sírios, incluindo o Exército Livre Sírio, forme um governo de transição no país

Cairo - Os chefes da diplomacia árabe pediram em Doha que o presidente da Síria, Bashar al-Assad, renuncie ao poder para solucionar o conflito que o país atravessa, informou nesta segunda-feira a agência oficial de notícias catariana QNA.

Os ministros de Relações Exteriores dos países da Liga Árabe pediram também na noite deste domingo aos opositores sírios, incluindo os rebeldes do Exército Livre Sírio (ELS), para que formem um governo de transição.

O primeiro-ministro e titular de Exteriores catariano, Hamad bin Jassim al Thani, que lidera o chamado Grupo de Contato para a Síria da organização pan-árabe, assegurou que há um "consenso árabe sobre a renúncia rápida de Assad em troca de garantir-lhe uma saída segura".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.