Líbia diz que não vai atacar Benghazi sob cessar-fogo

O vice-chanceler afirmou que desde o anúncio do cessar-fogo, na manhã de sexta-feira, as forças do governo não realizaram nenhuma ação militar

Trípoli - A presença das forças do governo líbio ao redor de Benghazi não viola as regras do cessar-fogo, e o Exército não tem planos de atacar o reduto rebelde no leste do país, afirmou uma autoridade do Ministério do Exterior na sexta-feira.

"Quanto à presença do Exército nas cidades líbias, consideramos isso importante para a segurança dos cidadãos. Não viola o cessar-fogo", afirmou a repórteres o vice-chanceler, Khaled Kaim.

"O cessar-fogo significa nenhuma operação militar, pequena ou grande. O outro ponto é que as forças armadas estão agora fora de Benghazi e não têm intenção de entrar na cidade."

Kaim afirmou que desde o anúncio do cessar-fogo, na manhã de sexta-feira, as forças do governo não realizaram nenhuma ação militar.

"Não tivemos bombardeios de quaisquer tipos desde que o cessar-fogo foi declarado", afirmou ele quando questionado sobre notícias de operações das tropas leais ao líder líbio, Muammar Gaddafi, em Misrata e outras partes do país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também