Lei uruguaia faz população potencial doadora de órgãos

O projeto, que contou com o apoio de legisladores de todos os partidos políticos, agora deve ser promulgado pelo Poder Executivo

Montevidéu - A Câmara dos Deputados uruguaia aprovou em caráter definitivo uma lei que torna a população do país doadora potencial de órgãos, exceto se o indivíduo manifestar oposição em vida, informou o Parlamento.

O projeto, que contou com o apoio de legisladores de todos os partidos políticos, agora deve ser promulgado pelo Poder Executivo.

Segundo o texto, "toda pessoa maior de idade que, em pleno gozo de suas faculdades, não tiver expresso oposição a ser doadora por alguma das formas previstas (...), se presumirá ter consentido na ablação de seus órgãos, tecidos e células em caso de morte, para fins terapêuticos ou científicos".

Caso se trate de menor de idade ou pessoa incapaz, o consentimento deverá ser dado por seu representante legal, após constatado o falecimento.

Uma proposta apresentada por alguns deputados para que os familiares tenham a possibilidade de se opor à doação acabou não avançando.

Até agora, a lei de 1971 que regulamentava a doação de órgãos no Uruguai previa que são doadoras as pessoas que tiverem declarado em vida o desejo de sê-lo ou através do consentimento de familiares após seu falecimento. Desde 2003, estipula-se que são supostos doadores aqueles que morrerem de causa violenta que demande perícia de médico legista.

A entrada em vigor da norma ocorrerá ao completar um ano de sua promulgação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.