Kerry espera solução diplomática a programa nuclear do Irã

O secretário de Estado americano pediu a Teerã que aceite a proposta das grandes potências ocidentais

Berlim - O secretário de Estado americano, John Kerry, afirmou nesta terça-feira, em Berlim, sua esperança de que as grandes potências e o Irã cheguem a uma solução diplomática sobre o programa nuclear de Teerã, durante reunião realizada na Cazaquistão.

"Espero que essas conversações façam avançar o diálogo, que o Irã tome a decisão de avançar no caminho de uma solução diplomática", declarou Kerry.

"Existe um caminho diplomático", insistiu.

Kerry pediu a Teerã que aceite a proposta das grandes potências ocidentais, com "medidas recíprocas que incentivem o Irã a dar passos concretos a fim de começar a levar em conta as preocupações da comunidade internacional".

As propostas das grandes potências prevê um alívio das sanções se o Irã aceitar algumas condições sobre seu programa nuclear.

A República Islâmica também adiantou sua própria oferta durante as negociações em curso entre ambas as partes iniciadas nesta terça-feira, em Almaty, as primeiras em oito meses.

Nas negociações participam o Grupo 5+1 - integrado pelos cinco países do Conselho de Segurança da ONU com poder de veto (Estados Unidos, Rússia, China, Grã-Bretanha e França) e Alemanha - e a delegação iraniana.

O último ciclo de discussões aconteceu em Moscou, em junho de 2012, foi interrompido quando o Grupo 5+1 pediu a Irã que suspendesse o enriquecimento de urânio a 20%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também