Irmão do presidente de Cuba, Ramón Castro morre aos 91 anos

Mais conhecido pelo apelido "Mongo", Ramón era fazendeiro e deu preferência à agricultura e à pecuária a vida política revolucionária

Havana - O irmão mais velho de Fidel e Raúl Castro - atual presidente de Cuba -, Ramón Castro, morreu aos 91 anos, nesta terça-feira, de acordo com a imprensa estatal da ilha.

Mais conhecido pelo apelido "Mongo", Ramón era fazendeiro e deu preferência à agricultura e à pecuária a vida política revolucionária abraçada por seus irmãos mais novos.

Ramon, Fidel e Raúl foram o segundo, terceiro e quarto filhos de Angel Castro, um rancheiro espanhol, com sua segunda mulher, Lina Ruz. Angel Castro teve dois filhos mais velhos de um casamento anterior.

Os três irmãos frequentaram escolas católicas no leste de Cuba antes de Fidel e Raul partiram para Havana, onde iniciaram uma revolução contra o ditador Fulgencio Batista, que tomou o poder em um golpe de 1952.

Mas Ramón optou por permanecer no vilarejo de Birán, no leste cubano, onde ajudou seu pai com os negócios da família.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.