Homem abatido em Paris usava falso cinto de explosivos

O agressor, que não portava documentos, usou para o ataque uma arma branca, que poderia ser um utensílio de açougue

Paris – Um homem foi abatido nesta quinta-feira pela Polícia ao atacar com arma branca uma delegacia de Paris gritando “Alá é grande”, além de estar usando um falso cinto de explosivos junto ao corpo, informou a corporação.

Os especialistas que foram ao local para determinar a natureza da bomba constataram que era um dispositivo falso, explicou à emissora “France Info” um responsável da Polícia.

O agressor, que não portava documentos, usou para o ataque uma arma branca, que poderia ser um utensílio de açougue, segundo as fontes.

O corpo do homem ficou estendido no chão na parte de fora da delegacia da rua do bairro de La Goutte d’Or, em torno da qual se organizou um cordão policial com dezenas de agentes.

Outro homem que tinha feito imagens da atuação das forças da ordem foi detido nas proximidades da região.

O porta-voz do Ministério do Interior, Pierre-Henry Brandet, disse ao canal “BFM TV” que houve “uma reação perfeita dos funcionários de Polícia”, que revidaram a tiros a agressão, e que “não se pode descartar nenhuma pista”.

Quanto a se havia ameaças pelo fato de que hoje se lembra o primeiro aniversário do atentado jihadista contra a revista satírica “Charlie Hebdo”, o porta-voz do Ministério do Interior reconheceu que “a ameaça é muito forte” e “há uma vigilância constante” por parte dos policiais e dos gendarmes.

La Goutte d’Or é um bairro com forte presença de população originária do Magreb e da África Subsaariana.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.