Grupo ligado a Al Qaeda confirma morte de líderes

A morte de Abou Zeid, que ganhou milhões de dólares sequestrando reféns ocidentais nas últimas décadas, já havia sido anunciada "com certeza" pela França em março

Nuakchott - O braço da Al Qaeda no norte da África (AQIM) confirmou neste domingo a morte de dois dos seus principais líderes no Mali, o militante veterano Abdelhamid Abou Zeid e o comandante de brigada Abdallah Al Chinguetti, informou a agência de notícias malinense ANI.

A morte de Abou Zeid, que ganhou milhões de dólares sequestrando reféns ocidentais nas últimas décadas, já havia sido anunciada "com certeza" pela França em março, após confrontos com suas tropas no norte do Mali.

A AQIM, no entanto, ainda não havia até agora confirmado a morte de Abou Zeid, um militante de confiança do líder do grupo, Abdelmalek Droukdel.

Um comunicado da AQIM enviado à ANI afirma que Abou Zeid foi morto em combates contra forças lideradas pela França em fevereiro nas montanhas de Adrar des Ifoghas, uma região remota no nordeste do Mali.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.