Governo alemão nega hipótese de plano B para crise

Governo disse que não pretende ajudar os bancos do país em caso de calote da Grécia

Frankfurt - A Alemanha não está considerando nenhuma espécie de plano B para ajudar as instituições financeiras do país caso a Grécia não consiga cumprir os termos de seu pacote de resgate, o que resultaria em default (calote), afirmou hoje Johannes Blankenheim, porta-voz do Ministério das Finanças. "A questão de um plano B não está sendo discutida no momento. Nós estamos trabalhando com base nas decisões de 21 de julho e estamos confiantes em que podemos passar essas decisões e o plano A pelo Parlamento e, portanto, ter sucesso", declarou o porta-voz.

Autoridades da zona do euro chegaram a um acordo em julho sobre os termos de um segundo pacote de resgate financeiro à Grécia, assim como ampliaram em tamanho e flexibilidade a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês). O Parlamento alemão está se preparando para votar as decisões no fim de setembro.

Os comentários de Blankenheim vêm à tona depois de a agência de notícias Bloomberg ter informado, com base em fontes não identificadas no governo, que a Alemanha estaria preparando um plano alternativo para proteger os bancos alemães na eventualidade de um calote da dívida grega. As informações são da Dow Jones.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.