França pede proteção da ONU a “zonas liberadas” da Síria

Hollande também disse que a França reconhecerá um governo da oposição quando este estiver formado

Nova York – O presidente francês, Francois Hollande, pediu nesta terça-feira que as Nações Unidas forneçam proteção às “zonas liberadas” sob controle da oposição na Síria.

Em sua primeira apresentação na Assembleia Geral das Nações Unidas, Hollande também disse que a França reconhecerá um governo da oposição quando este estiver formado.

“A primeira das emergências se chama Síria”, declarou Hollande.

“Temos o dever de agir, de agir em conjunto e de maneira rápida, porque existe a urgência”, afirmou.

A ONU deve prover o apoio de que os sírios necessitam, “em particular a proteção às zonas liberadas, e garantir a assistência humanitária aos refugiados”, disse o presidente socialista.

“Quanto tempo precisamos esperar para que a ONU aja?”, perguntou. “Quantos mortos serão necessários?”, ressaltou.

China e Rússia continuam se opondo no Conselho de Segurança da ONU, onde têm direito de veto, a uma resolução contra o regime do presidente Bashar al-Assad.

Hollande considerou que a comunidade internacional deve deixar claro para Assad que haverá uma resposta caso o regime utilize armas químicas.

O presidente francês pediu também uma ação “urgente” da comunidade internacional no Sahel para “permitir que o Mali recupere sua integridade territorial”.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.