Mundo

FedEx e Guangzhou fortalecem parceria para comércio eletrônico internacional e desembaraço aduaneiro

As duas partes irão promover conjuntamente os negócios da FedEx em Guangzhou e expandir os serviços logísticos de comércio eletrônico

FedEx: expansão da empresa na China. (Getty Images/Getty Images)

FedEx: expansão da empresa na China. (Getty Images/Getty Images)

China2Brazil
China2Brazil

Agência

Publicado em 22 de maio de 2023 às 18h11.

A empresa de serviços de entrega com sede nos Estados Unidos, FedEx Express, assinou um memorando de entendimento com o governo municipal de Guangzhou para colaborar no desembaraço aduaneiro, comércio eletrônico transfronteiriço e estabelecer seu centro de operações no sul da China, de acordo com um comunicado da empresa na quarta-feira.

As duas partes irão promover conjuntamente os negócios da FedEx em Guangzhou, província de Guangdong, expandir os serviços logísticos de comércio eletrônico e apoiar o desenvolvimento da cidade como um hub de cargas internacionais.

“Intensificamos ativamente a colaboração com governos locais e parceiros para conectar de forma mais eficiente as empresas chinesas ao mercado global, contribuindo para o aumento das exportações e importações da China”, disse Eddy Chan, vice-presidente sênior da FedEx e presidente da FedEx China.

“Através da colaboração estratégica com o governo municipal de Guangzhou, a FedEx será capaz de atender melhor às necessidades dos clientes, melhorar a eficiência do desembaraço aduaneiro, conectar nossos clientes em Guangzhou e no sul da China de forma mais eficiente aos mercados globais, e promover ainda mais o desenvolvimento de pequenas e médias empresas e comércio eletrônico transfronteiriço”, disse Chan.

Aumento do comércio exterior

O comércio exterior de Guangzhou aumentou 1,1% em relação ao ano anterior em 2022, totalizando 1,09 trilhão de yuans (US$ 156,44 bilhões), representando 13,2% das importações e exportações da província de Guangdong.

Após se tornar uma cidade piloto de comércio eletrônico transfronteiriço em 2013, o tamanho do comércio eletrônico transfronteiriço de Guangzhou atingiu 137,59 bilhões de yuans no ano passado, em comparação com 1,46 bilhão em 2014.

O hub da FedEx na Ásia-Pacífico está localizado no Aeroporto Internacional de Guangzhou Baiyun. Como um importante hub na Ásia-Pacífico, a instalação opera atualmente mais de 210 voos internacionais por semana.

No ano passado, a FedEx lançou um robô de classificação alimentado por inteligência artificial em seu centro de classificação de remessas de comércio eletrônico no sul da China, em Guangzhou, para lidar com o crescente volume de remessas relacionadas ao comércio eletrônico.

À medida que a economia global acelera seu ritmo de recuperação, a FedEx continuará investindo na construção de novas instalações e na expansão de sua rede para conectar seus clientes na China ao mundo, de acordo com o comunicado.


Tradução: Mei Zhen Li

Acompanhe tudo sobre:ChinaFedExCorreios

Mais de Mundo

Há comida nos mercados, mas ninguém tem dinheiro para comprar, diz candidata barrada na Venezuela

Companhias aéreas retomam gradualmente os serviços após apagão cibernético

Radiografia de cachorro está entre indícios de esquema de fraude em pensões na Argentina

Trump conversa com Zelensky e promete "negociação" e "fim da guerra" na Ucrânia

Mais na Exame