Mundo

Fechadas 25% das lojas do centro de Atenas

De acordo com o sindicato das empresas, 100 mil postos de trabalho estão sob risco de extinção

Fortes medidas de economia adotadas pelo Governo para sanear a economia e receber ajuda externa derrubam vendas  (Chris Hondros/Getty Images)

Fortes medidas de economia adotadas pelo Governo para sanear a economia e receber ajuda externa derrubam vendas (Chris Hondros/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de agosto de 2010 às 09h44.

Atenas - Cerca de 25% das lojas do centro de Atenas e em torno de 17% do comércio e o varejo em toda a Grécia fecharam nos últimos meses devido à estagnação da demanda pela grave crise econômica do país.

Dados do sindicato das empresas apontam que 100 mil postos de trabalho estão sob risco de extinção. A mesma entidade adverte que o número de empresas que foram obrigadas a fechar as portas é maior do que o oficial.

A entidade ressaltou que a legislação grega é muito complicada para declaração de concordata e falência. Esse motivo leva aos proprietários mantêm fechados seus negócios, sem desenvolver atividade alguma e acabam ficando de fora das estatísticas.

Considerou que a principal causa deste preocupante fenômeno é uma queda drástica das vendas, provocada pela perda de capacidade aquisitiva da população, por causa dos fortes medidas de economia adotadas pelo Governo para sanear a economia e receber ajuda externa.

Leia mais notícias sobre crise

Siga as últimas notícias de Mundo no Twitter

Acompanhe tudo sobre:Crise gregaEuropaGréciaPiigsSindicatosVendas

Mais de Mundo

Brasil observa eleição na Venezuela com ‘preocupação e confiança’, diz Amorim

Eleições EUA: Doadores democratas reterão US$ 90 milhões enquanto Biden permanecer na disputa

Com ocupação de 99%, Reino Unido liberará milhares de detidos para abrir espaço nas prisões

China e Rússia organizam exercícios militares conjuntos após cúpula da Otan

Mais na Exame