Mundo

EUA pede que Turquia e Hungria aprovem adesão da Suécia à Otan

"Pedimos à Turquia e à Hungria que ratifiquem os protocolos de adesão da Suécia sem demora, para que possamos receber esse país na aliança o mais rápido possível", disse o secretário de Estado americano em nota

 (AFP/AFP Photo)

(AFP/AFP Photo)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 4 de abril de 2023 às 15h51.

O chefe da diplomacia dos Estados Unidos, Antony Blinken, pediu nesta terça-feira, 4, à Turquia e à Hungria que aprovem "sem demora" a adesão da Suécia à Otan, após a adesão da Finlândia a essa aliança militar transatlântica.

"Pedimos à Turquia e à Hungria que ratifiquem os protocolos de adesão da Suécia sem demora, para que possamos receber esse país na aliança o mais rápido possível", disse o secretário de Estado americano em nota.

A Turquia se recusa a ratificar a adesão da Suécia, a quem acusa de dar refúgio a militantes e simpatizantes curdos que descreve como "terroristas", principalmente membros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

A Hungria, por sua vez, critica a Suécia por suas declarações desfavoráveis sobre o governo de Viktor Orban, acusado por Estocolmo de desrespeitar o Estado de direito.

"A Suécia cumpriu todos os compromissos que lhe foram exigidos", enfatizou o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg.

"Todos os aliados esperam que o processo de adesão da Suécia termine o mais rápido possível. Esta é uma prioridade para a Aliança", insistiu ele, no início de um encontro de ministros das Relações Exteriores dos países-membros da aliança militar.

Reunião

Antony Blinken se reuniu nesta terça-feira com o chefe da diplomacia turca, Mevlut Cavusoglu.

A Lituânia, que sediará a próxima cúpula da Otan em julho, espera que até lá a Suécia já tenha aderido à Aliança.

"Esperamos que a bandeira sueca seja hasteada na Otan para a cúpula de Vilnius", disse o ministro lituano das Relações Exteriores, Gabrielius Landsbergis.

"Peço ao presidente Erdogan que não estrague a cúpula de Vilnius", lançou.

Acompanhe tudo sobre:OtanEstados Unidos (EUA)Suécia

Mais de Mundo

"Kamala pronta" e excursão para votar: memes sobre eleição dos EUA chegam ao Brasil

Biden recebe Netanyahu para promover cessar-fogo em Gaza

Patrulha aérea conjunta de Rússia e China deixa EUA em alerta

Venezuela: campanha eleitoral termina hoje, com Maduro falando em "banho de sangue"

Mais na Exame