TUNÍSIA X AUSTRÁLIA AO VIVO:

Acompanhe lance a lance a partida da Copa do MundoVeja agora.

EUA: não vimos nada que contradiga que explosão foi resultado de míssil ucraniano

A porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos Adrienne Watson, anunciou por meio de comunicado oficial que a administração confia nas investigações realizadas pelo governo polonês
Mísseis: Governo americano reitera a responsabilidade da Rússia em relação aos ataques projetados contra a Ucrânia (Getty Images/Getty Images)
Mísseis: Governo americano reitera a responsabilidade da Rússia em relação aos ataques projetados contra a Ucrânia (Getty Images/Getty Images)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 16/11/2022 às 16:09.

A porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos Adrienne Watson, anunciou por meio de comunicado oficial que a administração tem "total confiança nas investigações do governo polonês" sobre as explosões próximas à fronteira com a Ucrânia e que não encontraram "nada que contradiga que a explosão provavelmente foi resultado de um míssil ucraniano de defesa". Apesar disso, o governo americano reitera a responsabilidade da Rússia em relação aos ataques de mísseis projetados contra a Ucrânia.

"Independente das conclusões, é claro que a parte soberanamente responsável por esse trágico acidente é a Rússia, que disparou uma enxurrada de mísseis contra a Ucrânia com o objetivo específico de atingir a infraestrutura civil. A Ucrânia tinha - e tem - todo o direito de se defender", afirma a nota.

LEIA TAMBÉM: