Equador deve declarar 3 dias de luto pela morte de Chávez

O presidente da Venezuela morreu nesta terça-feira de complicações relacionadas ao câncer

Quito - O governo do Equador planeja declarar três dias de luto para marcar a morte do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou o presidente Rafael Correa na terça-feira.

"Nós perdemos um revolucionário, mas milhões de nós permanecem", disse Correa, um aliado próximo de Chávez.

Ele acrescentou que a morte de Chávez é uma perda para toda a América Latina. Chávez morreu na terça-feira de complicações relacionadas ao câncer.

Na Nicarágua, nação amplamente beneficiada pelo petróleo da Venezuela, Rosario Murillo, esposa e porta-voz do presidente Daniel Ortega, disse que Chávez é "um dos mortos que nunca morrem".

Em um programa de televisão, Murillo disse: "Somos todos Chávez". As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.